???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/1167
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Os cantos estão arrumados. e agora, professora? O papel docente nas brincadeiras de faz de conta com crianças da Educação Infantil
???metadata.dc.creator???: Aboud, Leila Orssolan 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Azevedo, Heloisa Helena Oliveira de
???metadata.dc.contributor.referee1???: Rocha, Maria Silvia Pinto de Moura Librandi da
???metadata.dc.contributor.referee2???: Cruz, Maria Nazare da
???metadata.dc.description.resumo???: Esta pesquisa trata da brincadeira de faz de conta na escola, como promotora do desenvolvimento infantil, e o papel do professor nas situações de brincadeiras. Sendo assim, o problema da pesquisa centra-se em compreender em que medida os professores utilizam a brincadeira de faz de conta como um recurso didático-metodológico para a aprendizagem e desenvolvimento das crianças na Educação Infantil. O objetivo central da pesquisa foi conhecer o que as professoras participantes sabem sobre a brincadeira de faz de conta, como organizam e medeiam as situações de brincadeira promovidas na escola infantil, de modo a promover aprendizagem e desenvolvimento às crianças. É uma investigação de caráter qualitativo, cujo material empírico que lhe deu suporte foi construído por meio da aplicação de questionários semiestruturados e um Grupo Focal, com participação de cinco professoras que atuam com crianças de 3 a 5 anos, em uma escola pública de Educação Infantil da Cidade de Campinas, no interior do Estado de São Paulo. Os aportes teóricos que ofereceram as bases para as análises do material empírico têm foco nos conceitos de mediação, zona de desenvolvimento proximal, atividade principal, brincadeira, brinquedo e imaginação, evidenciados nas pesquisas de Vigotski, Elkonin e Leontiev, com maior profundidade. Os resultados evidenciados na pesquisa demonstraram que o faz de conta avançou pouco nas práticas da Educação Infantil, porque as professoras conhecem a importância dele, destinam tempo, espaço e materiais na rotina diária das crianças e, em alguns casos, ensinam as crianças a brincar. Entretanto, a análise do material empírico demonstrou que predomina na escola a crença de que a variedade e diversidade de brinquedos, por si só, já garantem o faz de conta, bem como é recorrente a concepção de que a criança precisa de liberdade para brincar, enquanto a professora se ocupa em observar as crianças brincando. Esta pesquisa evidenciou a urgente necessidade de as equipes escolares discutirem as situações de brincadeiras apoiadas em bases teóricas que as considerem como fonte de aprendizagem para o desenvolvimento infantil e o importante papel mediador das professoras nas brincadeiras, quer seja de forma direta ou indireta. Emergiu das discussões, possibilitadas na pesquisa, a reflexão sobre a importância dos currículos e das propostas da Educação Infantil explicitarem os pressupostos teóricos que fundamentam a brincadeira na escola, para que apoiem as discussões nos tempos destinados à formação continuada e, desta forma, provoquem a ressignificação das práticas de brincar. A pesquisa retoma os principais conceitos sobre o faz de conta e traz possibilidades para que a escola infantil reconheça a brincadeira como promotora de aprendizagem e desenvolvimento psíquico das crianças da Educação Infantil.
Abstract: This research is about the make-believe in school, as a promoter of child development and teaching mediation in the situations of playing. In this way, the research problem focuses on understanding the extent to which teachers use the play of pretend as a didactic-methodological resource for the learning and development of children in early childhood education. The main aim of the research was to understand what the invited teachers know about the make-believe, how they organize and mediate the situations of kidding promoted in the children’s school, in order to promote learning and development to children. It is a qualitative investigation, whose empiric material that was supported was constructed through the application of semi-structured questionnaires and a Focal Group, with the participation of five teachers that work with children aged 3 to 5 years, in a public school situated in Campinas, in state of São Paulo. The theoretical contributions that offered the basis to analyses of empiric material have focus on mediation concepts, zone of proximal development, main activity, kidding, toy and imagination, evidenced in researches of Vigotski, Elkonin and Leontiev, with major deep. The results showed by researches told that the make-believe advanced a little in the childhood practices, because the teachers know the importance of it, they play time, space and materials in the daily routine of children and, in some cases, teach children to play with. However, the analysis of empiric material showed that in the schools predominates of the belief that toy variety and diversity, by itself, ensures the make-believe, as well as the conception that the child needs freedom to play, while the Teacher takes care of observing the children playing. This research evidenced the urgent need for school teams to discuss situations of play supported on theoretical bases that consider them as a source of learning for child development and the important mediator role of teachers either directly or indirectly. Also, the research evidenced the importance of the curricula and the proposals of early childhood education to clarify the theoretical assumptions that support the play in the school, so that it supports the discussions in the times destined to the continuous teacher training and, in this way, the resignification of play practices. The research bring back the mains concepts about make believe, and bring possibilities to the childhood school recognize the kidding as promoter of learning and psychic development of children in early childhood education.
Keywords: Formação de Professores. Educação Infantil. Brincadeira de faz de conta. Práticas Pedagógicas. Desenvolvimento Infantil.
Teacher Training. Make-believe. Pre-Kindergarten. Psychic development. Toys.
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
???metadata.dc.publisher.initials???: PUC-Campinas
???metadata.dc.publisher.department???: CCHSA – Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citation: Aboud, Leila Orssolan. Os cantos estão arrumados. e agora, professora? O papel docente nas brincadeiras de faz de conta com crianças da Educação Infantil. 2018. 91p. Dissertação( Programa de Pós-Graduação em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas-SP.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/1167
Issue Date: 17-Dec-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LEILA ORSSOLAN ABOUD.pdf1.38 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.