???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/144
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Stress e toc: um estudo exploratório
Other Titles: Stress & Obsessive-Compulsive Disorder: An explaining study
???metadata.dc.creator???: Afonso, Fernanda 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Lipp, Marilda Emmanuel Novaes
???metadata.dc.contributor.referee1???: Amaral, Vera Lucia Adami Raposo do
???metadata.dc.contributor.referee2???: Amazonas, Maria Cristina Lopes de Almeida
???metadata.dc.description.resumo???: O Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) é um transtorno crônico, que acomete cerca de 2% da população em geral, em que o indivíduo sente-se aprisionado por um padrão de pensamentos e comportamentos repetitivos, exagerados e desagradáveis. O stress é uma reação do organismo frente a uma situação que exija uma adaptação. O presente trabalho objetiva descrever as classes de comportamentos de stress freqüentes em pacientes diagnosticados com TOC. Participaram deste estudo 10 adultos, diagnosticados por médicos psiquiatras, com TOC, destes seis eram mulheres e quatro homens. A média de idade dos participantes foi de 33 anos. Foram utilizados os seguintes materiais: termo de consentimento livre e esclarecido; questionário de identificação; Inventário de Sintomas de Stress para Adultos (ISSL) e o roteiro de entrevista. No que se refere a resultados, nove dos dez participantes apresentam stress, destes sete encontram-se na fase de resistência e dois na fase de exaustão. O presente resultado ilustra o prejuízo que as classes de comportamentos de stress, associadas aos comportamentos obsessivos compulsivos provocam na vida destes indivíduos. Foi possível identificar, por meio da categorização utilizada, certa regularidade nas respostas dos participantes, tanto com relação às questões do Inventário de Sintomas de Stress, quanto ao roteiro de entrevista. Com base nos dados da entrevista, a análise das variáveis de contexto permitiu a identificação das principais contingências relacionadas ao TOC. Observaram-se sentimentos e comportamentos acerca da preocupação com o que o outro pensa, ao medo de desagradar e junto a isto sentimentos de incompreensão. Também foi possível notar comportamentos de baixo autocontrole, isto provavelmente em função de comportamentos de repetição, dificuldade de organização de tempo e do cansaço. Destacam-se também comportamentos de baixa auto-estima e baixa autoconfiança e em decorrência destes, relatos indicativos de sentimentos de culpa, alta ansiedade e pouco prazer. É importante ressaltar que esses resultados referem-se apenas ao estudo coletivo dos dados obtidos e portanto não devem ser generalizados. Novas pesquisas com a finalidade de compreender melhor as classes de respostas de stress e do Transtorno Obsessivo Compulsivo são necessárias, a fim de se poder assegurar um atendimento de maior qualidade a esta população
Abstract: The obsessive-compulsive disorder is a chronicle disease present in 2% of general population. Its victims fells like they have been prisoners of behaviors and thoughts patterns usually exaggerated, repetitive and unpleasant. Stress is an adaptation organic response. The present study proposal is to describe the stress behavior classes in obsessive-compulsive patients. This study subjects were composed by ten adults (six women and four men), whose age were around 33 years old, previously considered an obsessive-compulsive patient by psychiatrics. The instruments used were the Informed Consent Form, The Stress Symptoms Inventory (ISSL), The Interview Script, and The Identification Form for the patients. The results has shown that 9 participants presented stress, 7 in resistance and 2 in exhaustion phases, what illustrates how damage the stress behavior classes is when associated to obsessive-compulsive behaviors. The categorization used has identified common responses in The Stress Symptoms Inventory (ISSL) and interview script. According to the interview, the context variable analysis was able to identify the principal contingencies related to the obsessive-compulsive disorder. Feelings and behaviors related to worries about the other s thoughts, rejection, and the non-understanding feelings were also noticed among the answers, as the low-control behaviors, what can be associated to the repetition, no time organization and tiredness behaviors. Self-esteem and self-confidence difficulties could be detached, and as a consequence, there were many reports of guilty, anxious and low-pleasure feelings. It is important to stick out these results reflects this group data analysis, and they shouldn t be generalized. New researches focused on the stress response classes and the obsessive-compulsive disorder are crucial to develop a better quality attendance to these patients
Keywords: stress
toc
variáveis de contexto
stress
cod
context variables
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
???metadata.dc.publisher.initials???: PUC-Campinas
???metadata.dc.publisher.department???: CCV – Centro de Ciências da Vida
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: AFONSO, Fernanda. Stress e toc: um estudo exploratório. 2006. 78 p. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2006.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/144
Issue Date: 7-Feb-2006
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia - Mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
Fernanda Afonso.pdf175.95 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.