???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/197
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Dizer e fazer: correspondência verbal de mães e filhos em uma situação de exame médico
Other Titles: Saying and doing: verbal correspondence of mothers and sons in a medical examination situation
???metadata.dc.creator???: Wechsler, Amanda 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Amaral, Vera Lucia Adami Raposo do
???metadata.dc.contributor.referee1???: Brasio, Karina Magalhães
???metadata.dc.contributor.referee2???: Banaco, Roberto Alves
???metadata.dc.description.resumo???: Correspondência verbal pode ser definida como a relação entre o comportamento verbal e o comportamento não-verbal de um indivíduo. As pesquisas encontradas na literatura sobre correspondência verbal utilizaram-se de treinos de correspondência, sem se preocupar em observar se a correspondência já existe naturalmente, sem necessidade de treino. Este estudo teve como objetivo descrever os comportamentos de correspondência de mães e filhos em uma situação natural no contexto médico. Sete díades mães-criança (crianças com idades entre cinco a oito anos) e uma médica participaram da pesquisa. Com cada díade, houve três momentos: 1) entrevista com mãe e criança separadamente antes do exame médico, 2) filmagem do exame e 3) entrevista após o exame com mãe e criança, separadas. Os resultados mostraram que, dentre os comportamentos categorizados, as crianças apresentaram em sua maioria correspondência verbal total, dizer-fazer-dizer (33,33%). Já as mães tiveram a maioria de seus comportamentos categorizados como não-correspondência (35,13%). A maior parte das mães também não instruiu seus filhos a como se comportar no contexto médico, e as mães que instruíram, apresentaram regras incompletas. Variáveis como idade, nível sócio-econômico, escolaridade, história de vida devem ser melhor investigadas quanto à influência na ocorrência da correspondência verbal natural. Conclui-se sobre a importância da emissão de correspondências verbais para o contexto da saúde, pois estas estão relacionadas a autocontrole e autoconhecimento.
Abstract: Verbal correspondence can be defined as the relationship between verbal and non verbal individual s behaviors. Researches in the literature about verbal correspondence used correspondence trainings, without observing if correspondence already exists naturally, with no training need. This study had as objective to describe correspondence behaviors of mothers and sons in a natural situation in a medical context. Seven mother-child pairs (children with ages between five and eight years-old) and one physician participated in the research. With each pair, there were three moments: 1) an interview with the mother and child separately before the medical examination, 2) filming of the examination and 3) interview after the examination with mother and son, separately. The results demonstrated that, from the categorized behaviors, most children showed total verbal correspondence saydo- say (33,33%). However, the mothers had most of their behaviors categorized as noncorrespondence (35,13%). In addition, most mothers did not instruct their sons on how to behave in the medical context, and the mothers who did so, showed incomplete rules. Variables such as age, social- economical level, life history, educational level and context must be better investigated about their influence in the occurrence of natural verbal correspondence. In conclusion, verbal correspondence has a great importance in the health context because it is related to self-control and self-knowing.
Keywords: comportamento verbal
correspondência verbal
regras
instruções
comportamento operante
verbal behavior
verbal correspondence
rules
instructions
operant behavior
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
???metadata.dc.publisher.initials???: PUC-Campinas
???metadata.dc.publisher.department???: CCV – Centro de Ciências da Vida
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: WECHSLER, Amanda. Saying and doing: verbal correspondence of mothers and sons in a medical examination situation. 2008. 134 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2008.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/197
Issue Date: 12-Feb-2008
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia - Mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
Amanda Wechsler.pdf532.31 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.