???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/243
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: O jogo-relacional de um grupo de pacientes psicóticos em atividade física: um estudo psicanalítico
Other Titles: The relational-game of a group of psychotic patients in physical activity: a psychoanalytic study
???metadata.dc.creator???: Zago, Maria Cristina 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Terzis, Antonios
???metadata.dc.contributor.referee1???: Fulgencio, Leopoldo
???metadata.dc.contributor.referee2???: Arruda, Sergio Luiz Saboya
???metadata.dc.description.resumo???: Esta pesquisa apresentou um jogo-relacional de um grupo de pacientes psicóticos em crise, que se reuniam para praticar atividades físicas fora do ambiente institucional. O objetivo desta pesquisa foi estudar a prática de atividades físicas como fator atenuante dos sintomas psicóticos segundo uma técnica aqui denominada de Grupo de Atividades Físicas. Investigando, nesse setting não convencional, a atividade grupal como elemento propiciador da percepção do outro enquanto objeto relacional, ou seja, um deslizamento da libido narcísica em direção à libido objetal. O grupo em questão era aberto, heterogêneo e misto quanto ao sexo. Os conceitos de Sigmund Freud e as concepções de grupanálise deram o entorno teórico a este estudo. Como caminho metodológico optou-se pela pesquisa qualitativa sob o olhar do método psicanalítico. Utilizou-se como instrumento uma técnica, aqui denominada de Grupo de Atividades Físicas, que compreendia três momentos principais: caminhada (de ida e volta do Serviço à Praça de Esportes da comunidade), atividade esportiva coletiva e fechamento simbólico da sessão. Para a análise dos resultados foi adotada a técnica de Análise de Conteúdo proposta por Mathieu. Conclui-se que a técnica utilizada, em seus diversos momentos, direcionou o grupo no sentido da organização psíquica. No decorrer das sessões, a dinâmica grupal foi dando notícia de um movimento de agregação, de tentativa de ser e ter corpo. A técnica aplicada gerou um ambiente que oportunizou a relação com o outro e, ao mesmo tempo, constituiuse num espaço elaborativo. O grupo transformou-se num espaço para se legitimar afetos, como por exemplo, a agressividade, que encontrou dentro do jogo uma possibilidade de expressão culturalmente aceita. A atividade grupal foi vista pelo grupo como algo que legou saúde, que pôde nutrir e trouxe vitalidade. Propiciou um cenário para o estabelecimento de processos de identificação, ao funcionar como elemento facilitador do contato intersubjetivo no aqui e agora. Dessa maneira, este setting não convencional agiu no sentido de atenuar os sintomas psicóticos, possibilitando ao sujeito a restauração dos laços com o mundo externo.
Abstract: This research presented a relational-game of a group of psychotic patients in crisis, who gathered for physical activities outside the institutional environment. The aim of this research was to study the physical activity as a mitigating factor of psychotic symptoms using a technique here called Group of Physical Activities. In this unconventional "setting", the research investigated the group activities as a favorable element in the perception of others as relational objects, i.e., a slip of the narcissistic libido in direction to the object libido. The group itself was open, heterogeneous (youngs and adults) and mixed by sex. The concepts of Sigmund Freud and of the group analysis provided the theoretical basis in this study. The qualitative research from the viewpoint of the psychoanalytic method was chosen as the methodological approach. This approach was used as an instrument technique, here called Group of Physical Activities, which comprised three main stages: walk (round trip service to a community playground), sports activities and a symbolic closing of the session. For the analysis of the results we adopted the technique of content analysis proposed by Mathieu. It was concluded that in several times, the technique used has led the group towards the psychic organization. During the sessions, the dynamics of the group was giving notice of a movement of aggregation, of trying to be and to have a body. The applied technique has generated an environment that nurtured the relationship amongst the components of the group and at the same time, produced an elaborative space. The Group of Physical Activities became a legitimate space for expressing affections, such as aggression, which in this case was found to be a culturally accepted behaviour within the game scope. The group itself saw the group activity as something that has left health, which could nurture and bring vitality. The physical activity provided a stage for the establishment of procedures of identification, by acting as a facilitator of inter-subjective contact, here and now. Hence, this unconventional "setting" acted to alleviate psychotic symptoms, allowing the subject to restore his/her ties with the outside world.
Keywords: grupanálise
psicose
saúde mental
atividade física
group analysis
psychosis
mental health
physical activity
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
???metadata.dc.publisher.initials???: PUC-Campinas
???metadata.dc.publisher.department???: CCV – Centro de Ciências da Vida
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: ZAGO, Maria Cristina. O jogo-relacional de um grupo de pacientes psicóticos em atividade física: um estudo psicanalítico. 2009. 118 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2009.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/243
Issue Date: 18-Nov-2009
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia - Mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
Maria Cristina Zago.pdf281.79 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.