???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/307
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Avaliação do nível da criatividade figural infantil em dois diferentes contextos de educação
Other Titles: Assessment of level of creativity figural child in two different of education contexts
???metadata.dc.creator???: Silva, Talita Fernanda da 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Nakano, Tatiana de Cássia
???metadata.dc.contributor.referee1???: Santos, Acacia Aparecida Angeli dos
???metadata.dc.contributor.referee2???: Wechsler, Solange Muglia
???metadata.dc.description.resumo???: A criatividade é uma característica que tem sido bastante reconhecida e exigida nos contextos sociais, destacando-se, dentre esses, o contexto educacional. Assim, este estudo buscou avaliar a criatividade de crianças que frequentam diferentes contextos de educação, sendo: (1) exclusivamente contexto de educação formal e (2) simultaneamente contexto formal e não formal, visando verificar a existência de diferenças no desempenho criativo dos grupos de acordo com o contexto freqüentado e a influência das variáveis sexo, série, tipo de ONG e tempo de permanência no contexto não formal. Participaram deste estudo 100 sujeitos, de ambos os sexos, sendo 48 do sexo feminino e 52 do sexo masculino, com faixa etária entre nove a 11 anos de idade (M=10,7; DP=0,80), de 3ª a 6ª série do Ensino Fundamental, selecionados por conveniência em três contextos de educação, sendo, uma escola, representando o contexto de educação formal (n=51) e duas instituições do tipo ONG para representar o contexto de educação não formal (n=49; instituição 1: n=26 e instituição 2: n=23). Para avaliação da criatividade foi utilizado o Teste de Criatividade Figural Infantil (Nakano, Wechsler & Primi, 2011), composto por três atividades de estímulos incompletos que devem ser respondidos sob a forma de desenhos. Permite avaliar 12 características criativas agrupadas em quatro fatores (Enriquecimento de Ideias, Emotividade, Preparação Criativa e Aspectos Cognitivos). Os resultados mostraram que as variáveis sexo, série e contexto educacional não exerceram influência significativa em nenhum dos fatores criativos, já em relação as características criativas, a variável sexo exerceu influência significativa sob Perspectiva Incomum (F=4,67; p≤0,03) e Originalidade (F=6,79; p≤0,01) da atividade 2, a interação sexo x série influenciou Originalidade na atividade 2 (F=3,22; p≤0,02), sexo x contexto para Perspectiva Interna na atividade 2 (F=4,75; p≤0,03) e para Perspectiva Incomum na mesma atividade (F=5,68; p≤0,01), sexo x série x contexto em Perspectiva Interna na atividade 2 (F=4,40; p≤0,03) e Originalidade na atividade 2 (F=5,56; p≤0,02). Também verificou que, a variável ONG exerceu influência significativa sob a característica Movimento (F=6,88; p≤0,01) da atividade 2, tempo x ONG apresentou influência significativa em Elaboração (F=3,32; p≤0,04), Uso de Contexto (F=3,68; p≤0,03) e Movimento (F=10,00; p≤0,00) da atividade 2; e a variável tempo exerceu influência significativa sob Movimento (F=5,26; p≤0,00) e Fluência (F=3,16; p≤0,05), da atividade 2. Tais achados permitiram discutir e refletir a respeito da importância dos dois contextos de educação para o desenvolvimento do desempenho criativo, embora muito ainda tenha que ser trabalhado nesses meios. Conclui-se o quanto ainda se tem para desenvolver a respeito de criatividade em diferentes contextos de educação, como em educação não formal, espaço que é tão pouco explorado em pesquisas brasileiras.
Abstract: Creativity is a trait that has been widely recognized and required in social contexts, highlighting, among these, the educational context. This study aimed to evaluate the creativity of children that attending different contexts of education, being: (1) exclusively context of formal education and (2) both formal and non-formal context, to verify the existence of differences in creative performance groups according to the frequented context and the influence of sex, grade, type of ONG (non-governmental organization) and time in non-formal context. The study included 100 subjects, of both sexes, with 48 females and 52 males, aged between nine and 11 years of age (M = 10.7, SD = 0.80), 3rd to 6th grade of elementary school. The participants were selected by convenience in three contexts of education, being a school, representing the context of formal education (n=51) and two institutions of non-governmental organizations to represent the context of non-formal education (n=49), being 26 by institution 1 and 23 by institution 2). The Creativity Figural Child Test (Nakano, Primi & Wechsler, 2011) was used and consisted of three stimuli incomplete activities that must be answered in the form of drawings. The instrument evaluates 12 creative features grouped in four factors (Enrichment Ideas, Emotionality, Cognitive Aspects and Creative Preparation). The results showed that gender, grade and educational context did not exert significant influence in any of the creative factors. In creative features, the gender variable exerted a significant influence on Unusual Perspective (F = 4,.67, p ≤ 0,03 ) and Originality (F = 6,79, p ≤ 0,01) both in activity 2, sex interaction with series on Originality in activity 2 (F = 3,22, p≤ 0,02), sex x context for Internal Perspective in activity 2 (F = 4,75, p ≤ 0,03) and Perspective Uncommon in the same activity (F = 5,68, p ≤0,01). The interaction between sex and series exerted influence on Internal Perspective (F = 4,40, p ≤ 0,03) and Originality in activity 2 (F = 5,56; p≤ 0,02). We also found that the ONG variable exerted a significant influence on the Movement characteristic (F = 6,88; p ≤ 0,01) in activity 2, time of permanence and ONGs had significant influence on Development (F = 3,32, p ≤ 0, 04), Use of context (F = 3,68; p ≤ 0,03) and Movement (F = 10,00, p ≤ 0,00) in activity 2, and variable time exerted significant influence in Movement (F = 5 , 26, p ≤ 0,00) and Fluency (F = 3,16, p ≤ 0,05) in activity 2. These findings allowed to discuss and reflect on the importance of both education contexts for the development of creative performance, although much still has to be done. Conclude how much still has to develop on creativity in educational contexts, as in non-formal education, so little space that is explored in Brazilian research.
Keywords: avaliação psicológica
criatividade
educação não formal
educação formal
psychological assessment
creativity
no formal Education
education formal
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
???metadata.dc.publisher.initials???: PUC-Campinas
???metadata.dc.publisher.department???: CCV – Centro de Ciências da Vida
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: SILVA, Talita Fernanda da. Avaliação do nível da criatividade figural infantil em dois diferentes contextos de educação. 2012. 159 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2012.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/307
Issue Date: 14-Dec-2012
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia - Mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
Talita Fernanda da Silva.pdf1 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.