???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/309
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: A evasão em situações de abrigo: um estudo psicanalítico sobre a atitude antissocial do ponto de vista de Winnicott
Other Titles: The evasion in situation of shelter house: a psychoanalytic study about the antisocial attitude at Winnicott s point of view
???metadata.dc.creator???: Cruz, Caroline Angelo da 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Fulgencio, Leopoldo
???metadata.dc.contributor.referee1???: Barretta, Joao Paulo Fernandes
???metadata.dc.contributor.referee2???: Guzzo, Raquel Souza Lobo
???metadata.dc.description.resumo???: Esta pesquisa aborda a questão da evasão de adolescentes nas situações de abrigo, apoiando-se na compreensão de Winnicott sobre o processo de desenvolvimento afetivo. Os adolescentes que são encaminhados para os abrigos estiveram sujeitos a diversos tipos de vulnerabilidade, tais como a pobreza, a desorganização familiar (por vezes com a presença de problemas psiquiátricos e de drogradição nos pais), a exploração e o abuso sexual, a violência tanto física como moral, enfim, conjunturas que caracterizam uma falta de sustentação e acolhimento familiar e social. As situações de abrigo fornecem condições ambientais objetivas melhores que as de seus ambientes de origem, no entanto, é comum a evasão e o retorno voluntário do adolescente a situações ambientais mais precárias. O questionamento abordado foi o de saber quais são as dinâmicas psicoafetivas que poderiam esclarecer os motivos dessa escolha. A situação de evasão, nesses abrigos, está profundamente relacionada com a realização de atitudes antissociais, o que nos leva também a procurar em Winnicott uma explicação sobre esse fenômeno. Para ele (1946b), a atitude antissocial deriva, fundamentalmente, das falhas ambientais que deprivam o indivíduo, ou seja, retiram abruptamente algo que ele tem (em termos de suporte ambiental), considerando a atitude antissocial como um SOS dirigido ao ambiente. No caso das evasões, consideramos que Winnicot pode, explicitando a função da sustentação ambiental nas suas fases iniciais do processo de desenvolvimento afetivo mostrar que as situações de deprivação realizadas pelo ambiente, poderiam estar na base da atitude de evasão; ou seja, a evasão ocorre devido à necessidade de um holding referente à tendência antissocial, que é da necessidade que o ambiente sobreviva aos ataques efetuados contra ele.
Abstract: This research broaches the question about adolescent s evasion in situations of shelter house, supported by the Winnicott s comprehension about the affective development process. The adolescents who are conduct for the shelter houses are subject to various type of vulnerability, such as poverty, family disorder (many times with psychiatric problems and parents addition in drugs), the exploration and sexual abuse, physics and moral violence, in sum up conjunctures what can describe a lack of support of familiar and social care. The shelter house s situations provide objectives environmental situation better than theirs original environments, however, it s common the evasion and the voluntary return of the adolescents to more precarious environmental situations. The question which we approached was: What are the psycho-affectives dynamics which can clarify the causes of that choice. The evasion situation these shelter houses, is deeply concerned with the completion of antisocial attitudes which leads us to look for in Winnicott also an explanation of this phenomenon. For him (1946b), antisocial attitude derives fundamentally from environmental failures which deprive the individual, in other words remove abruptly something he has (in terms of environmental support), considering the antisocial attitude as a help to led to the environment. In the case of evasions, we consider that Winnicot can explaining the role of environmental support in its early stages of emotional development, to show that situations of deprivation performed by the environment, could become the basis of the attitude of evasion, in other words the evasion occurs because of the need for a very specific holding refers to the tendency antisocial, which is the need to survive the environment to attack made against it.
Keywords: abrigos
evasão
ambiente
confiabilidade
privação
(de)privação
shelters house
evasion
environment
reliability
privation
(de)privation
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
???metadata.dc.publisher.initials???: PUC-Campinas
???metadata.dc.publisher.department???: CCV – Centro de Ciências da Vida
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: CRUZ, Caroline Angelo da. A evasão em situações de abrigo: um estudo psicanalítico sobre a atitude antissocial do ponto de vista de Winnicott. 2013. 68 p. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2013.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/309
Issue Date: 26-Feb-2013
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia - Mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
Caroline Angelo da Cruz.pdf521.44 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.