???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/32
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorIamamura, Rosalia Brasil Ribeiropt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1064934766592163por
dc.contributor.advisor1Moretti, Ricardo de Sousapt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7819421851048499por
dc.contributor.referee1Vasconcellos, Maria da Penha Costapt_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3628660302048530por
dc.contributor.referee2Mendes, Rosildapt_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/3746693286898810por
dc.contributor.referee3Leite, Maria Amelia Devitte Ferreira D`azevedopt_BR
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/0724576418200491por
dc.date.accessioned2016-04-04T18:21:32Z-
dc.date.available2006-12-05pt_BR
dc.date.issued2006-10-31pt_BR
dc.identifier.citationIAMAMURA, Rosalia Brasil Ribeiro. Higiene pessoal fora da residência: os sanitários públicos na área central da cidade de São Paulo. 2006. 187 p. Dissertação (Mestrado em Urbanismo) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2006.por
dc.identifier.urihttp://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/32-
dc.description.resumoNo decorrer do seu processo civilizatório, os agrupamentos humanos dão conta de respostas diversas à questão dos locais de satisfação das necessidades fisiológicas, de seu escoamento e saneamento. Esta monografia tem por escopo o exame desse tema e como objeto de estudo os sanitários públicos em logradouros da área central da cidade de São Paulo (Subprefeitura Sé) e seus usuários, especificamente os trabalhadores sem base fixa aqueles que exercem alguma atividade econômica nessas vias. A expressão higiene pessoal é usada para as funções fisiológicas de defecação e micção e ações de asseamento. Como direito fundamental, a saúde implica o completo bem-estar físico, mental e social do cidadão e baseia-se na definição das necessidades humanas e sua satisfação, papel este atribuído aos representantes do poder público. Para avaliar o desempenho desse papel, estuda-se a evolução dos hábitos e costumes relacionados à higiene pessoal e as soluções encontradas ao longo dos tempos para escoar e tratar os dejetos humanos. Discorre-se sobre as transformações sociais advindas do processo de industrialização e do surgimento de uma classe operária que passa a ocupar o tecido urbano em condições e espaços insalubres, originando a disseminação de doenças epidêmicas e prejuízos ao corpo social, o que força o Estado a assumir a saúde do povo. Em São Paulo, o descompasso das políticas públicas com o desenvolvimento socioeconômico e cultural da população e o crescimento acelerado da cidade gera uma metrópole de contrastes extremos em termos de infra-estrutura, distribuição de renda e acesso à educação, saúde, trabalho, moradia e transporte. Tais contrastes podem ser identificados na pesquisa de campo realizada com 360 trabalhadores sem base fixa da região central da cidade, em que se procura delinear as soluções por eles encontradas para satisfação da higiene pessoal fora da residência. A partir da análise da gestão dos serviços de sanitários públicos em logradouros do centro da cidade, oferecidos pelo poder municipal, e do conhecimento da experiência de outros gestores, especialmente do Metrô, em virtude da similaridade com este estudo em relação à localização, demanda e utilização dos seus sanitários, busca-se caracterizar os desafios existentes para melhoria dessa prestação de serviços.por
dc.description.abstractIn the course of their civilizatory process, human groupings have been able to account for different answers as to places for the fulfillment of their physiological needs, their disposal and sanitation. The purpose of the present dissertation is to examine this issue and to study public restrooms in the central area of the city of São Paulo (City Hall s Sé Subdivision) and their users, specifically workers not based in the area those who carry out some kind of economic activity in the streets. Personal hygiene is the expression used for the physiological functions of defecating, urinating and personal cleaning. As a fundamental right, a citizen s health entails his/her total physical, mental and social wellbeing and is based on the definition of human needs and their fulfillment, a role that is assigned to the representatives of the public authority. In order to evaluate the performance of such a role the evolution of habits and customs related to personal hygiene is studied as well as the solutions found in the course of times to dispose of and treat human wastes. The discussion is on the social transformations derived from the industrialization process and the emergence of a working class which starts to occupy the urban fabric under insalubrious spaces and conditions, giving rise to the dissemination of epidemic diseases and the damaging of the social body, forcing the State to take over the people s health. In São Paulo, the lack of timing of public policies with the socio-economic and cultural development of the population as well as the fast growth of the city result in a metropolis of extreme contrasts in terms of infrastructure, income distribution and access to education, health, work, housing, and transportation. These contrasts can be identified in the field research carried out with 360 workers not based in the central area of the city, in an effort to delineate the solutions they found to satisfy their personal hygiene when not in their houses. From the analysis of the management of the public restrooms services, offered by the municipal authorities, in public grounds of the city center, and from the experience of previous managers, and especially those from the Subway Railway, due to the similarity with this study in relation to location, demand and utilization of their restrooms, we try to characterize the existing challenges for the improvement of the ways to provide these services.eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2016-04-04T18:21:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rosalia Brasil Ribeiro.pdf: 7575543 bytes, checksum: 2d18e8ce05632ca3c70db4d98fa194ce (MD5) Previous issue date: 2006-10-31eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de Campinaspor
dc.publisher.departmentCEATEC – Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologiaspor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUC-Campinaspor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismopor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectpublic restroomseng
dc.subjecturbanizationeng
dc.subjectsanitationeng
dc.subjectpublic healtheng
dc.subjectworkers not based in the areaeng
dc.subjectcity hall s Sé subdivisioneng
dc.subjectsanitários públicospor
dc.subjecturbanizaçãopor
dc.subjectsaúde públicapor
dc.subjecttrabalhadores sem base fixapor
dc.subjectsubprefeitura Sépor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMOpor
dc.titleHigiene pessoal fora da residência: os sanitários públicos na área central da cidade de São Paulopor
dc.title.alternativePersonal hygiene outside one s residence: public lavatories in the central area of the city of São Pauloeng
dc.typeDissertaçãopor
puc.noteNome do curso alterado em junho/2018, nome antigo: Programa de Pós-Graduação em Urbanismo-
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo - Mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rosalia Brasil Ribeiro.pdf7.4 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.