???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/348
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Construção de escala de potencial criativo para organizações
Other Titles: Construction of a scale for creative potential in organizations
???metadata.dc.creator???: Spadari, Gabriela Fabbro 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Nakano, Tatiana de Cássia
???metadata.dc.contributor.referee1???: Wechsler, Solange Muglia
???metadata.dc.contributor.referee2???: Noronha, Ana Paula Porto
???metadata.dc.description.resumo???: O presente estudo teve como objetivo a construção de uma escala para avaliação de características de criatividade no contexto organizacional, assim como a condução dos primeiros estudos de investigação de suas qualidades psicométricas. Para isso, quatro estudos foram realizados. O primeiro visou a construção do instrumento, baseando-se na entrevista com 10 líderes, gerentes e supervisores a fim de levantar e conhecer as principais características da criatividade valorizadas no ambiente organizacional. Como resultado, 18 características foram selecionadas e deram origem, cada uma, a dois itens da escala, que maneira que a mesma ficou composta por 36 itens. O segundo estudo buscou evidências de validade de conteúdo através da análise de juízes (cinco estudantes de pós-graduação atuantes na área de avaliação psicológica), cujas respostas, analisadas em termos de adequação do item e estimativa da porcentagem de concordância, apontaram para resultados adequados em todos os itens, sendo que nove deles tiveram que passar por uma nova rodada de avaliação, após reformulação. O terceiro estudo, de análise da estrutura interna da escala foi realizado a partir de análise fatorial exploratória, partindo-se das respostas de 170 participantes (121 do sexo feminino). Os resultados apontaram para a existência de uma estrutura bifatorial, sendo o Fator 1, composto por 16 itens e chamado de Bloqueios e barreiras à criatividade envolvendo itens que relacionam-se de forma inversa à criatividade e o Fator 2, composto por 12 itens e intitulado Atributos e características que favorecem a criatividade , englobando itens que encontram-se relacionados diretamente à criatividade. Oito itens não apresentaram carga fatorial e foram excluídos. O quarto estudo visou encontrar evidências de validade com base na relação com variáveis externas. O Teste Pensando Criativamente com Palavras de Torrance foi tomado como critério, tendo sido respondido, juntamente com a escala, por uma amostra composta por 50 participantes (31 do sexo feminino), com idades entre 17 e 61 anos (M = 32,96; DP = 11,47). Os resultados mostram que o Fator 1 apresentou correlações significativas e negativas com a característica de Fluência (r=-0,344, p≤0,05), Flexibilidadade (r=-0,343, p≤0,05) e Indice Criativo Verbal 2 (r=-0,293, p≤0,05). O Fator 2, por sua vez, não apresentou correlação significativa com nenhuma das medidas do Teste de Torrance. Uma segunda análise, a fim de investigar, separadamente, a correlação entre cada item da Escala de Potencial Criativo Organizacional e as características criativas avaliadas pelo Teste de Torrance foi realizada. Nove itens da escala apresentaram correlações significativas com as medidas do teste de criatividade verbal, sendo quatro pertencentes ao Fator 1 e cinco pertencentes ao Fator 2. Sugere-se que novos estudos sejam conduzidos com o instrumental, tomando-se outros critérios (tais como avaliações de supervisores, assim como outros instrumentos de avaliação da criatividade), bem como aqueles que visem a investigação da precisão da escala.
Abstract: The present study had the objective of creating a scale for the assessment of creativity characteristics in the organizational context, as well as to conduct initial exploration studies of its psychometric qualities. Four studies were performed, with the purpose of building the instrument first, based on an interview with 10 leaders, managers and supervisors in order to get to know the main characteristics of creativity that were valued in the organizational environment. As a result, 18 characteristics or features were selected and each gave rise to two items from the scale, in a way that it was composed of 36 items. The second study sought content validity evidence through content-related judge‟s analysis (five graduate students working in the field of psychological assessment), whose responses, analyzed in terms of appropriateness of the item and estimating the percentage of agreement, pointed suitable results in all items, and nine of them had to go through another round of assessment, after modifications. The third study designated as analysis of the scale‟s internal structure was carried out through exploratory factorial analysis, based on the responses of 170 participants (121 female). The results pointed the existence of a bifatorial structure, in which the factor 1, composed of 16 items was called "Blockade and Barriers to Creativity" involving items that were related to the opposite of creativity and factor 2, composed of 12 items and entitled "Attributes and Features which Encourage Creativity", including items that are directly related to creativity. Eight items did not present factor loading and were later left out. The fourth study aimed to find validity evidence based on its relationship with external variables. The test Thinking Creatively with Words from Torrance Tests was taken as a criterion, having been answered along with the scale, with a sample composed of 50 participants (31 females), aged between 17 and 61 years (M = 32.96; DP = 11.47). The results show that the Factor 1 displayed significant negative correlations with the Fluency characteristic (r = -0.344, p ≤ 0.05), Flexibility (r = -0.343, p ≤ 0.05) and Verbal Creative Index 2 (r = -0.293, p ≤ 0.05). Factor 2, in turn, showed no significant correlation with any of the Torrance test measures. A second analysis was performed in order to investigate the correlation between each item separately in the Scale for Creative Potential and the Creativity Characteristics evaluated by the Torrance Test. Nine items from the scale showed significant correlations with measures of the verbal creativity test, with four belonging to Factor 1 and five belonging to Factor 2. It is suggested that further studies should be conducted with the instrument, considering other criteria (such as supervisor‟s appraisals, in addition to other tools of creativity assessment), as well as those targeting the investigation of the scale‟s precision
Keywords: avaliação psicológica
construção de teste
validade do teste
criatividade em organizações
psychological assessment
test construction
test validity, creativity in organizations
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
???metadata.dc.publisher.initials???: PUC-Campinas
???metadata.dc.publisher.department???: CCV – Centro de Ciências da Vida
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: SPADARI, Gabriela Fabbro. Construção de escala de potencial criativo para organizações. 2015. 153 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2015.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/348
Issue Date: 15-Dec-2015
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia - Mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gabriela Fabbro Spadari.pdf1.57 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.