???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/910
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Avaliação da Influência dos Inibidores de Proteases na Resistência de União do Sistema Adesivo autocondicionante
Other Titles: Evaluation of the Influence of Protease Inhibitors on the Adhesion Resistance of the Self-Etching Adhesive System
???metadata.dc.creator???: Grandizoli, Diana R. P. 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Pinheiro, Sérgio L.
???metadata.dc.contributor.referee1???: Boscarioli, Ana Paula Teixeira
???metadata.dc.contributor.referee2???: Oda, Margareth
???metadata.dc.description.resumo???: O objetivo desse trabalho foi avaliar a influência do bicarbonato de sódio na resistência adesiva durante a hibridização da dentina cariada utilizando o sistema adesivo autocondicionante. Foram selecionados 80 terceiros molares permanentes, feita a remoção do terço oclusal e superfícies dentinárias planas foram obtidas. A lesão de cárie dentinária foi confeccionada através do método microbiológico. Os grupos foram: G1 (n=20): aplicação do sistema adesivo Clearfil (CL), G2 (n=20): aplicação de clorexidina 2% (CLX) + CL, G3 (n=20): aplicação de bicarbonato de sódio (BI) + CL, G4 (n=20): BI + CLX + CL. A resistência adesiva foi avaliada imediatamente e após seis meses. Um bloco de resina composta Z350 foi construído em dentina. Cada bloco dente/adesivo/resina foi seccionado com disco diamantado acoplado à máquina de corte em planos paralelos obtendo-se corpos de prova em forma de palito, com área de secção transversal de 1 mm². Foi realizado teste de resistência de união por meio do teste de microtração. Foi considerada apenas fratura adesiva/mista para cálculo da resistência de união. Os resultados foram submetidos aos teste de Kruskal-Wallis (Student-Newman-Keuls). Não houve diferença significante na resistência de união entre os grupos controle, bicarbonato e clorexidina no teste imediato (p>0.05). Após 6 meses, houve queda da resistência adesiva para todos os grupos. O grupo controle apresentou maior resistência de união (p<0.05). A fratura predominante foi do tipo adesiva independente do período avaliado. Pode-se concluir que após seis meses, houve diminuição na força de união para todos os grupos. Essa redução apresentou-se maior nos grupos em que os inibidores foram utilizados.
Abstract: The present study sought to evaluate the influence of protease inhibitors on the bond strength of a self-etch adhesive system during hybrid layer formation in caries-affected dentin. The occlusal thirds of 80 permanent third molars were ground down to flat dentin surfaces. Dentinal caries were induced artificially by the microbial method. Groups were divided as follows: G1 (n=20), application of Clearfil SE Bond adhesive system (CL) alone; G2 (n=20), pretreatment with 2% chlorhexidine (CLX)+CL; G3 (n=20), pretreatment with sodium bicarbonate (BIC)+CL; G4 (n = 20), BI +CLX+CL. Bond strength was assessed immediately and at 6 months. Composite resin (Z350) build-ups were made on the dentin surfaces, and beam-shaped specimens with a cross-sectional area of 1 mm² were obtained. Microtensile bond strength testing was performed. Only adhesive or mixed-mode fractures were taken into account for calculation of bond strength. The results were submitted to the Kruskal-Wallis test (Student-Newman-Keuls). There was no significant difference on bond strength between the control, bicarbonate and chlorhexidine groups in the immediate test (p> 0.05). After 6 months, adhesive resistance fell for all groups. The control group had higher bond strength (p <0.05). The predominant fracture was of the adhesive type independent of the period evaluated. It can be concluded that after six months, there was decrease on bond strength for all groups. This reduction was greater in the groups in which the inhibitors were used
Keywords: resistência de união; proteases; bicarbonato de sódio; clorexidina; inibidores; adesivo autocondicionante
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA::CLINICA ODONTOLOGICA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
???metadata.dc.publisher.initials???: PUC-Campinas
???metadata.dc.publisher.department???: CCV – Centro de Ciências da Vida
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citation: Grandizoli, Diana R. P.. AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DOS INIBIDORES DE PROTEASES NA RESISTÊNCIA DE UNIÃO DO SISTEMA ADESIVO AUTOCONDICIONANTE. 2016. 66p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas - SP .
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/910
Issue Date: 19-Dec-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde - Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diana Roberta Pereira Grandizoli.pdf21.67 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.