???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/914
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: “Nóis pixa voces pinta, vamu ve quem tem mais tinta”: a mediação do espaço físico e social na promoção do desenvolvimento da imaginação de adolescentes do Ensino Médio
Other Titles: “We got tags, you got brushes, let’s see who got the most ink”: the mediation of physical and social spaces, fostering the development of the imagination of high school teenage students
???metadata.dc.creator???: Takara, Luciana Miyuki 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Sousa, Vera Lúcia Trevisan de
???metadata.dc.contributor.referee1???: Rocha, Maria Silvia P. de M.L. da
???metadata.dc.contributor.referee2???: Placco, Vera Maria N. de S.
???metadata.dc.description.resumo???: Este estudo assume o pressuposto de que o espaço físico da escola é construído, além de se constituir como lugar dinâmico em constante transformação para o ensino e a aprendi-zagem, assume-se, assim, uma dimensão simbólica pelas significações que produz. Identi-ficamos como agentes das ações sobre o espaço escolar tanto alunos quanto professores e demais funcionários. Assim, o objetivo desta pesquisa é investigar as relações produzidas no ambiente escolar por alunos e professores do Ensino Médio, bem como essas relações repercutem no espaço físico e social da escola. Tem-se por hipótese que, em comparação com as séries iniciais da educação básica, as séries finais carecem de investimento na di-versidade de materiais para a aprendizagem do aluno. O espaço físico, sendo uma dessas possíveis materialidades, quando não mediado para o ensino, passa a ser palco para diferen-tes posicionamentos frente à escola. Quando ideias e perspectivas a respeito da escola não encontram diálogo, esta relação pode transparecer no cuidado/descuidado com o espaço ao mesmo tempo em que interfere no desenvolvimento e na convivência tanto de alunos quanto de professores. Para a realização deste estudo, desenvolvemos uma pesquisa-intervenção com estudantes e professores do 1º ano do Ensino Médio do período noturno, de uma escola estadual do interior de São Paulo, utilizando-se como aporte teórico-metodológico a Psi-cologia Histórico-Cultural. Foram realizados encontros quinzenais com os alunos em que se teve como atividades principais a leitura de imagens e a produção de natureza artística, como desenhos, pinturas, grafites, dentre outros de modo a favorecer a discussão a respeito dos sentidos que atribuem ao espaço escolar, visando sua transformação. Como resultado da pesquisa, constatamos o uso predominante de instrumentos físicos e psicológicos como parte do controle feito por parte dos professores e pela gestão e, por parte dos alunos, perce-bemos a pichação como instrumento psicológico que visa a transgressão de regras impostas. Identificamos também a qualidade das mediações que predominam na escola como a de ordem pragmática em contraposição com a experiência estética, que pode favorecer o diálo-go de diferentes maneiras de significar o espaço escolar e a atividade pedagógica. Por fim, reconhecemos o importante papel desenvolvido pela imaginação na articulação de posicio-namentos e experiências diversas, o que possibilita a conciliação de significações diferentes a respeito de um mesmo lugar.
Abstract: This study is based on the premise that a school’s physical space is constructed socially, asi-de from having the constitution of a dynamic place in constant transformation for teaching and learning, and in thus, takes on a dimension that symbolizes the meanings that it produ-ces. We identified agents of action in the school environment, these being students as well as teachers and other staff members. Therefore, the objective of this study is to investigate the relations produced in the school environment by high school students and teachers, as well as how the ripple effects of these relations play out in the school’s physical and social space. Our hypothesis is : that in comparison with the initial years of basic education, the last years lack investment in the diversity of materials for student learning. The physical space, being one of these possible materials, when it’s not mediated by teaching, becomes the stage for different attitudes about the school. When ideas and perspectives about the school don’t find room for dialogue, this relation can emerge in the care/neglect of the space, while at the same time interfering with development and coexistence among students and teachers. To conduct this research, we developed intervention research utilizing Cultural-Historical Psychology as a theoretical and methodological basis.We conducted this research with high school students and teachers attending night school, at a public school in a city of the state of São Paulo). Bi-weekly meetings were held with students, in which main activities inclu-ded the interpretation of images and the creation of artistic works such as drawings, pain-tings, and graffiti, fostering discussion about the meanings that they attribute to the school environment, aiming to transform the space. The research results show the prevalent use of physical and psychological tools as instruments of control, articulated by teachers and ad-ministrators. Regarding the students, we see graffiti as a psychological instrument that aims to transgress the rules imposed on them. We also identified the characteristics of mediations that predominate in the school, such as pragmatic order in contrast with the aesthetic expe-rience, which can foster dialogue about different ways of bringing meaning to the school environment and the pedagogical activities. Lastly, we recognize the important role played by participants when they develop their imaginations in the articulation of diverse positions and experiences, which allow for the conciliation of different meanings that inhabit the very same place.
Keywords: adolescência, Ensino Médio, espaço escolar, mediação estética, Psicologia Escolar, imaginação.
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO::DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DA PERSONALIDADE
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
???metadata.dc.publisher.initials???: PUC-Campinas
???metadata.dc.publisher.department???: CCV – Centro de Ciências da Vida
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: Takara, Luciana Miyuki. “NÓIS PIXA VOCES PINTA, VAMO VE QUEM TEM MAIS TINTA”: A MEDIAÇÃO DO ESPAÇO FÍSICO E SOCIAL NA PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DA IMAGINAÇÃO DE ADOLESCENTES DO ENSINO MÉDIO. 2017. 124p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas-SP .
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/handle/tede/914
Issue Date: 1-Feb-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia - Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LUCIANA MIYUKI TAKARA.pdf2.87 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.